sexta-feira, 1 de maio de 2020

COVID-19: Materiais de Conscientização

Ajude a divulgar as mensagens de conscientização da RED. Clique na imagem abaixo para realizar o download do cartaz e da imagem para divulgação.


COVID-19 - Monitoramento Costa Verde


Pesquisadores de dois Grupos de Estudos do Instituto de Educação de Angra dos Reis – Universidade Federal Fluminense (IEAR/UFF) se reuniram para sistematizar, produzir e disponibilizar informações sobre a pandemia de COVID-19 para os municípios da Costa Verde Fluminense a partir de dados oficiais durante o período em que perdurar o estado de emergência e/ou calamidade pública, como forma de colaboração, conscientização e apoio à população em geral e aos gestores públicos.

🌎 Acesse e compartilhe: http://iear.uff.br/coronavirus/monitoramento

#UFFangra #FiqueEmCasa #covid19 #coronavirus #quarentena #UseMascara

terça-feira, 17 de março de 2020

Coronavírus - Comunicação de Qualidade É Fundamental


Carta Aberta aos REDianos

Coronavírus - Comunicação de Qualidade É Fundamental


Saudações a todos da RED (Rede de Educação para Redução de Desastres), em especial aos do município de Angra dos Reis.

Estamos em um momento singular relacionado à pandemia da doença provocada pelo coronavírus. Diversas instituições do Brasil e do mundo têm realizado grandes esforços de pesquisa, combate à doença e orientação da população com relação às medidas preventivas ao coronavírus.
Todos já sentimos diretamente os impactos das medidas de prevenção adotadas, com suspensão das atividades escolares, de eventos com aglomeração, redução da circulação das pessoas, entre outros. Muitas instituições públicas e privadas modificaram seu funcionamento, reduzindo a presença física nos postos de trabalho e priorizando o trabalho de casa (home office), buscando preservar seus trabalhadores.
Nesta carta inicial, gostaria de chamar a atenção para a importância e responsabilidade da comunicação de qualidade sobre o coronavírus. Devemos ficar atentos, pois os avanços tecnológicos das nossas redes sociais (Whatsapp, Instagram, Facebook, etc.) podem ser usados tanto para o bem quanto para o mal. As redes sociais são poderosos meios de comunicação pelos quais as notícias e (des)informações se propagam muito rapidamente. Além disso, hoje temos condições de gerar e compartilhar conteúdos, o que também resulta em um aumento significativo da responsabilidade de cada cidadã(o). O mesmo celular que pode ser usado para registrar e divulgar uma denúncia, pode ser mal utilizado e propagar notícias falsas (fake news) sobre os desdobramentos da epidemia de coronavírus, o que causa enormes danos psicológicos, físicos, sociais, econômicos e materiais às pessoas e instituições. Neste sentido, recomendo fortemente, que em nenhuma hipótese compartilhem conteúdos sem a devida verificação da procedência da informação. Busquem acessar fontes de informação confiáveis para que tenhamos a circulação de informações oficiais (abaixo seguem alguns sites oficiais). Neste momento de maior vulnerabilidade, notícias falsas podem causar pânico e histeria coletiva, além dos seus autores incorrerem em crimes.
A prioridade neste momento é a vida dos mais vulneráveis e a saúde coletiva, por isso devemos trabalhar com um novo conceito: a solidariedade preventiva. Nós, brasileiros, nos identificamos e somos reconhecidos mundialmente pelas características do nosso povo, caloroso e solidário, em especial situações pós-desastres. O nosso desafio agora é pensar e agir com solidariedade preventiva, agir preventivamente pelos mais vulneráveis e pelas equipes de saúde que certamente já vem atuando e atuarão em qualquer novo cenário de evolução da epidemia de coronavírus.
Tenho esperança que, passado este momento da pandemia do coronavírus, tiraremos aprendizados sobre esta nossa experiência.
KAIZEN - Seremos hoje melhores que ontem

Prof. Anderson Mululo Sato
Coordenador do Grupo de Pesquisa em Desastres Sócio-Naturais
Professor Adjunto do Departamento de Geografia e Políticas Públicas
Instituto de Educação de Angra dos Reis
Universidade Federal Fluminense

  • Sites oficiais para acesso à informação sobre o coronavírus:
- Prefeitura de Angra dos Reis: http://www.angra.rj.gov.br/
- Estado do Rio de Janeiro: https://www.saude.rj.gov.br/
- Ministério da Saúde: https://coronavirus.saude.gov.br/

  • Medidas de prevenção
- Proteger nariz e boca ao espirrar ou tossir
- Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres e copos
- Lavar frequentemente as mãos, especialmente após espirrar ou tossir
- Evitar aglomerações e manter os ambientes bem ventilados

terça-feira, 3 de março de 2020

Entrevista na Rádio Costa Azul FM

Para realizar o download dos slides comentados na entrevista da Rádio Costa Azul FM de Angra dos Reis no dia 04/03/2020, clique na imagem abaixo.


quarta-feira, 4 de dezembro de 2019

RED é Premiada na Campanha #AprenderParaPrevenir do CEMADEN

A RED (Rede de Educação para Redução de Desastres) foi premiada na Campanha #AprenderParaPrevenir 2019, organizada pelo CEMADEN Educação, que neste ano possui como tema "Reduzindo o risco de desastres: ações educativas em tempos de mudanças climáticas". O objetivo da campanha é promover a mobilização para intervenções, espaços de diálogo e construção de conhecimentos sobre ERRD (Educação em Redução de Riscos de Desastres) no âmbito das comunidades escolares.



Com mais de 100 iniciativas inscritas em diferentes categorias, número recorde desde a primeira edição, o projeto da RED foi premiado na categoria que abrangia projetos desenvolvidos em parceria com Universidades. Além dos critérios gerais de seleção, as propostas selecionadas por mérito deveriam apresentar interdisciplinaridade do projeto e ações educativas, criatividade, envolvimento da comunidade escolar, estabelecimento de parcerias e intenção de continuidade e ampliação do projeto. Os prêmios de mérito foram escolhidos por um comitê composto pelas instituições parceiras do CEMADEN. Além do reconhecimento, os projetos selecionados por mérito receberão como premiação um kit educativo e uma estação meteorológica, sendo esta potencialmente utilizada para ações educativas, de monitoramento da atmosfera, projetos de pesquisa-extensão e apoio à emissão de alertas e alarmes.

A RED se articula em Angra dos Reis/RJ com a integração do Instituto de Educação de Angra dos Reis/RJ - Universidade Federal Fluminense (IEAR/UFF) e as Secretarias Municipais de Saúde, Defesa Civil,  Educação e Meio Ambiente de Angra dos Reis, contando também com o apoio do Centro de Pesquisas em Emergências e Desastres em Saúde - Fundação Oswaldo Cruz (CEPEDES/FIOCRUZ) e do CEMADEN Educação. A atuação articulada e coletiva desde 2015 formou centenas de pessoas, dentre educadores, agentes escolares, agentes de saúde, agentes de defesa civil, assistentes sociais, comunitários e voluntários, em ações de prevenção e respostas a desastres.